Destaques

Câmara Federal debate implicações legais da adoção de recursos de inteligência artificial

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara Federal debate nesta terça-feira,16, as implicações legais da adoção de recursos de inteligência artificial no setor produtivo. O debate atende a requerimento do deputado Goulart (PSD-SP).

O parlamentar destaca que a inteligência artificial vem sendo aplicada nas mais variadas atividades do setor produtivo. “Um exemplo que a maior parte das pessoas já experimentou é o uso de programas de conversação, os chatbots, para atendimento a usuários de telefonia, no lugar de atendentes”, afirma.

No entanto, ele destaca que, do ponto de vista legal, há dois problemas muito discutidos e que não encontram tratamento nas leis brasileiras. “Um é a responsabilidade civil ou penal por uma decisão ou uma falha de um programa desse tipo. Outro é o de direito autoral e responsabilidade pelos dados, nos casos em que bancos de dados ou textos são tratados, atualizados ou corrigidos por esses programas”, diz.

Foram convidados para o debate:

– o secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Maximiliano Salvadori Martinhão;

– o presidente da Comissão Especial de Inovação da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional do Distrito Federal, Rodolfo Tsunetaka Tamanaha;

– o professor de ciência da computação da Universidade Federal de Minas Gerais, Virgílio Almeida;

– o professor de direito da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, Carlos Affonso Pereira de Souza;

– o presidente do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações, Sebastião Sahão Júnior; e

– o produtor cultural, Alê Youssef.

A reunião será realizada às 10 horas, no plenário 13.

Fonte: TI Inside

Próximos Eventos