Destaques

Brasileiros ganham 3 medalhas em Olimpíada Internacional de Biologia

A equipe brasileira que participou da 24ª edição da Olimpíada Internacional de Biologia (IBO, na sigla em inglês) voltou para casa com três medalhas.

O estudante Mateus Lavor Lira, do Ceará, ganhou medalha de prata; Tayná Milfont Sá, também do Ceará, e Eric Yoshido, de São Paulo, receberam bronze no evento, que reuniu 242 participantes na cidade de Berna, na Suíça.

“Ficamos na frente da Argentina, do México e da Costa Rica”, disse Rubens Oda, líder do grupo e coordenador da Olimpíada Brasileira de Biologia (OBB), ressaltando que esse foi o melhor desempenho já alcançado pelo Brasil.

Antes de viajar para a competição, os estudantes se prepararam com a ajuda de universidades e colégios. Eles tiveram aulas teóricas e práticas de bioquímica, biotecnologia, microscopia, ecologia, genética, histologia vegetal e dissecção de vertebrados e invertebrados.

Os alunos interessados em participar da próxima etapa internacional e ibero-americana das olimpíadas devem se inscrever primeiro na etapa brasileira. A OBB é organizada pela Associação Nacional de Biossegurança (ANBio) e tem o apoio do Ministério da Educação (MEC), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) e de parceiros sócios da ANBio.

Podem participar jovens de no máximo 19 anos completos até o dia 1º de julho do ano corrente, com o ensino médio em andamento ou completo, e que ainda não estejam matriculados em uma instituição de ensino superior.

No próximo ano, a edição da IBO ocorrerá em Bali, na Indonésia. Mais informações:www.anbiojovem.org.br/obb/index.php?mod=mat&id_materia=508&ID= 

Fonte: Agência Fapesp

Próximos Eventos