+55 (61) 9 7400-2446

Destaques

Bradesco busca ajuda de startups para inovar

Em busca de soluções inovadoras para tentar acompanhar a revolução digital que atinge o setor bancário, o Bradesco seguiu a tendência de outras grandes empresas e vai abrir suas portas para as startups.

O segundo maior banco privado brasileiro lança nesta terça-feira, 05, em todo o país o InovaBra, programa para descobrir projetos inovadores de startups que possam ser adaptados ao setor de produtos e serviços financeiros.

Com dez meses de duração – sendo quatro meses para o processo seletivo – o banco espera selecionar até uma dezena de empresas em estágio inicial para durante seis meses desenvolver um serviço ou produto inédito no mercado e integrar sua tecnologia com a do banco.

Ao final, as startups que formatarem suas soluções com sucesso terão como prêmio um contrato com o Bradesco, para entrar no mercado já com um grande cliente em seu portfólio.

“Boa parte das startups tem medo de procurar uma empresa do tamanho do Bradesco, porque nossas primeiras perguntas serão quem eles são e se têm a capacidade de execução que precisamos”, diz o diretor vice-presidente do Bradesco, Maurício Minas.

“Criamos o programa para essas pequenas empresas virem aqui fazer seus produtos conosco, em vez de responder a uma apresentação em power point”, diz.

A iniciativa marca a primeira incursão do Bradesco pela inovação aberta. Até hoje, todo o processo de desenvolvimento de novas soluções do banco era interno. “Queremos sair da zona de conforto e ter mais opções de negócio no médio e longo prazo”, diz Minas.

O banco procura soluções em cinco áreas estratégicas: meios de pagamento, canais digitais, produtos, seguros e Banco do Futuro – que engloba iniciativas que possam ser adotadas nos próximos anos por qualquer área do banco.

As inscrições para o InovaBra vão até o dia 17 de outubro no site inovabra.com.br. No fim do programa, as empresas que se destacarem também poderão receber um investimento do banco.

O fundo de private equity do Bradesco, focado em negócios de médio a grande porte, demonstrou interesse em conhecer as empresas selecionadas pelo InovaBra para avaliar oportunidades de investimento e eventualmente criar uma linha para startups.

Fonte: Exame

Próximos Eventos