+55 (61) 9 7400-2446

Destaques

Alvo da PF, ministro de Ciência e Tecnologia quer ‘esclarecimento dos fatos’

A busca e apreensão que a Polícia Federal realizou nesta terça, 15/12, nas residências do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), envolveu ainda dois ministros (também do PMDB) que foram alvo da operação da PF: Celso Pansera, da Ciência, Tecnologia e Inovação, e Henrique Eduardo Alves, do Turismo.

Em nota, o titular da C&T disse estar à disposição das autoridades e que confia no esclarecimento dos fatos sob investigação. Segundo a PF, “a Operação Catilinárias tem como objetivo o cumprimento de 53 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal, referentes a sete processos instaurados a partir de provas obtidas na Operação Lava Jato”.

Além dos mencionados, a operação da PF também envolveu outros nomes do PMDB, como o deputado federal Aníbal Gomes (CE), o senador e ex-ministro de Minas e Energia Edison Lobão (MA) e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado (indicado pelo partido).

Veja a íntegra da nota do ministro Celso Pansera:

“O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Celso Pansera, manifesta pleno interesse no esclarecimento dos fatos sob investigação. Ele se coloca à inteira disposição das autoridades para fornecer quaisquer informações necessárias. E, desde já, abre mão espontaneamente do sigilo constitucional que protege seus dados de natureza bancária e fiscal. Pansera está certo de que o andamento das investigações estabelecerá a verdade.”

Fonte: Convergência Digital.

Próximos Eventos